Dobrando a Meta com Dilma Roussef

Em meio à uma crise econômica e uma crise política cada vez mais aguda a Presidenta  Presidente Dilma Roussef 11825672_780155492096970_4210607945278983790_nconseguiu a proeza de lançar um meme que estourou nas redes sociais. A frase  Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta” fez um grande sucesso e colocado em todos os contextos diferentes, e que você pode checar aqui para dar algumas risadas.

É incrível, mas poucas frases conseguem resumir tão bem a atual política macroeconômica de Dilma Roussef como essa. Isso porque passando pelas as mensagens contraditorias existentes entre seu programa eleitoral e a escolha de seus ministros, o Governo Federal não consegue esclarecer ao mercado qual direção deseja tomar. E isso é terrível, pois é o principal componente da atual crise econômica, que atua sob as expectativas dos investidores.

As pessoas em geral tem uma impressão errada quando se fala em política econômica. A maioria pensa que o governo deve gerir a Economia como uma espécie de maquinista, conduzindo o País através de um caminho óbvio e já pavimentado, mas na verdade ela se assemelha mais a um equilibrista de pratos, que precisa lidar com diversas variáveis simultaneamente. Isso ocorre porque quando se fala em Economia, as pessoas precisam deixar de lado o conceito de controle. Tentar controlar a Economia é como tentar controlar a natureza.

O Economista Austríaco F A Hayek em seu livro “A Arrogância Fatal” faz uma comparação semelhante, compararndo o sistema econômico com uma espécie de ecossistema, em que cada um dos seus agentes seriam como animais em uma floresta. Cada um deles toma decisões individualmente sobre o futuro levando em conta as informações disponiveis no presente de modo a alcançar a sobrevivência e maximizar o seu resultado final.

A “Arrogância Fatal” que dá título à obra se refere exatemente ao conceito de que uma entidade centralizadora, como o Estado Socialista por exemplo, teria a capacidade de admnistrar a Economia melhor do que se ela fosse efetuada de forma descentralizada. E isso Hayek define como impossível, pois cada um dos agentes desse ecossistema econômico possui acesso a apenas uma pequena parcela do fluxo total de informações que circula no sistema, não sendo possível uma entidade centralizada conseguir processar toda a informação necessárias para gerir esse sistema.

O exemplo mais prático desse tipo de comportamento é a Internet, que é administrada à partir das contribuições inidividuais de milhões e até mesmo bilhões de pessoas em todo o Planeta. Uma única entidade centralizada nunca conseguiria processar e reproduzir toda a informação necessária para gerir esse sistema da mesma forma e com a mesma diversidade,

Assim, ao invés de intervir no mercado, tomando as decisões no lugar das pessoas, é esperado que o Estado se restrinja a regular o mercado, indicando aos agente econômicos quais serão as suas metas, de modo que eles possam planejar de forma eficiente suas decisões. Só que o governo Dilma faz não apenas o contrário, mas praticamente a reversal russa disso. Não apenas ela não fala de forma clara as decisões que ela irá tomar para superar a atual situação econômica de forma transparente, mas faz exatamente o contrário de tudo o que ela prometeu que iria fazer antes das eleições.

Deixando a questão do estelionato eleitoral de lado, o ex-presidente Lula está certo ao dizer que a Presidente Dilma deveria deixar de lado a atual agenda negativa mantida pela Imprensa para dialogar mais com as ruas. Isso porque o papel de um político nesse processo é muito semelhante ao de um vendedor de expectativas, prometendo hoje o peixe que eventualmente virá amanhã.

Só que essa ação parece algo impedido pela própria retórica falha da presidente, que parece não apenas ter claras dificuldades para passar o que deseja ao publico, mas está presa às próprias condições e alianças que garantem a “governabilidade” de seu mandato. É como se a Dilma jogasse Jenga, mas estivesse continuando o jogo que o Lula começou. Simplesmente não parece ter formas de mexer nas peças sem derrubar a torre.

Advertisements
Leave a comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: