O que o Rock e o Funk ostentação têm em comum?

Rebeldia, contra-cultura, atitude libertadora contra a sociedade. As pessoas que normalmente associam essas ideias com o Rock ficariam surpresas o quanto elas também descrevem uma outra vertente cultural muito mais recente: o Funk Ostentação.

“Mas como assim véi?! Como é que você pode comparar aquela porcaria do Funk Ostentação e aquelas músicas horríveis do MC Guimé com a beleza e maravilha do Rock’n Roll?!?!?”. Bom, embora pessoalmente eu também não goste de Funk (e tenho até uma explicação pra isso que vou deixar pro final do post), os dois estilos, enquanto fenômenos sociais, tem muito mais semelhanças do que você pode inicialmente imaginar.

mcguime

Sexo Drogas e Rock’n Roll

Vamos começar com o Rock. É difícil prever exatamente quando esse estilo musical surgiu, mas podemos situar a sua eclosão enquanto fenômeno de massa à partir do sucesso dos Beatles, que era uma banda inglesa, nos Estados Unidos. Os próprios Beatles antes de explodir já haviam bebido de influências americanas como Elvis Presley, Muddy Waters e Chuck Berry, mas foi apenas com os Beatles e outras bandas da década de 60 que o Rock se tornou o fenômeno e a influência mundial que é até hoje.

Essa parte da história (assim como boa parte do acervo musical da época) a maioria já conhece. O que boa parte ignora é como grande parte desse fenômeno social foi consequência direta de um fenômeno demográfico que se iniciou logo após a Segunda Guerra Mundial, com o surgimento da Geração “Baby Boomer”.

(more…)

Dobrando a Meta com Dilma Roussef

Em meio à uma crise econômica e uma crise política cada vez mais aguda a Presidenta  Presidente Dilma Roussef 11825672_780155492096970_4210607945278983790_nconseguiu a proeza de lançar um meme que estourou nas redes sociais. A frase  Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta” fez um grande sucesso e colocado em todos os contextos diferentes, e que você pode checar aqui para dar algumas risadas.

É incrível, mas poucas frases conseguem resumir tão bem a atual política macroeconômica de Dilma Roussef como essa. Isso porque passando pelas as mensagens contraditorias existentes entre seu programa eleitoral e a escolha de seus ministros, o Governo Federal não consegue esclarecer ao mercado qual direção deseja tomar. E isso é terrível, pois é o principal componente da atual crise econômica, que atua sob as expectativas dos investidores.

As pessoas em geral tem uma impressão errada quando se fala em política econômica. A maioria pensa que o governo deve gerir a Economia como uma espécie de maquinista, conduzindo o País através de um caminho óbvio e já pavimentado, mas na verdade ela se assemelha mais a um equilibrista de pratos, que precisa lidar com diversas variáveis simultaneamente. Isso ocorre porque quando se fala em Economia, as pessoas precisam deixar de lado o conceito de controle. Tentar controlar a Economia é como tentar controlar a natureza.

(more…)