A santa ceia do bandeijão e o milagre da multiplicação do ICMS

Essa informação talvez só importe pra quem é (ou foi) aluno da USP.

Recentemente entrei em uma discussão sobre os benefícios dados aos estudantes da USP. Uma das coisas que mais me impressionam nesse momento de inflação alegadamente fora de controle é o fato dos preços do bandeijão (restaurante universitário da USP) não terem se alterado desde que eu entrei na USP em 2005. Porém, conversando com alguns veteranos eu descubro que na verdade o preço já era esse há muito tempo antes!

Supondo que o preço do bandeijão fosse esse desde 2000, eu fiz um pequeno exercicio de corrigir esse preço pelo IPCA, principal índice de inflação, pra saber qual deveria ser o preço corrigido pra 2013. No final cheguei no preço de R$4,30

Em uma época em que eu pago pelo menos R$6,00 pra beber uma cerveja de 600ml em qualquer bar de são paulo, eu obviamente me sinto aliviado em poder contar com o bandeijão pra aliviar meu pobre orçamento mensal de pós-graduando…

Mas de onde vem tal milagre? Bom, os preços do bandeijão são obviamente subsidiados pelo governo, o que quer dizer que a universidade faz um repasse pra empresa que prepara as refeições, pagando por boa parte do custo final da refeição, que inclui almoço, jantar e café da manhã.

Checando o orçamento da USP eu fui ver quanto custa manter os restaurantes universitários (que incluem não apenas os de São Paulo, mas também os de Ribeirão Preto e Piracicaba) e cheguei na quantia final de 26 milhões de reais. Um número bastante razoavel, considerando a quantidade de restaurantes e o número de estudantes atendidos diariamente. Tal quantia representou 0,66% do orçamento total da Universidade em 2012.

Parece pouco não? Bom, na verdade é bastante significativo, principalmente se levarmos em conta que a USP destinou mais de 90% do seu orçamento em 2012 pra gastos em salários e outros benéficios, restando pouco mais de 10% pra ser rateado  para investimentos em pesquisa, pós-graduação e apoio estudantil (incluindo ai o bandeijão).

O único motivo pra USP não ter não apenas reajustado o preço do bandeijão, mas entrado em uma crise orçamentária maior é porque o ICMS – principal fonte de receita da universidade do qual ela recebe um percentual fixo de 5,27% – ter apresentado uma forte expansão, especialmente a partir de 2003, com a expansão da economia ocorrida durante o governo Lula.

Receita ICMS (2000-2012) corrigido pelo IPCA

Mesmo mais recentemente com a crise de 2008, o ICMS não parou de crescer. Isso ocorreu por causa da própria expansão do consumo, que nunca parou de crescer graças à expansão de renda das classes mais baixas, juntamente com a implantação da nota fiscal paulista.

Então se você for aluno da USP, na próxima vez alguém lhe perguntar “quer cpf na nota?”, levante um agradecimento silencioso aos céus…

Obviamente esse período de vacas gordas, com toda essa expansão do ICMS, uma hora vai acabar. Na verdade, esse modelo parece já estar se esgotando, pois o orçamento de 2013 destinará 93% da receita pro pagamento de salários e benefícios, maior número já apresentado na série. Com isso o já bastante judiado reitor João Grandino Rodas já fala sobre fontes alternativas receitas pra Universidade, como parcerias com o setor privado, o que deve apenas dar pano pra manga para as acusações de privatização da Universidade feitas pelas associações de estudantes.

Eu não quero entrar aqui numa discussão se os salários dos professores não representam investimento em educação e pesquisa. Claro que são. Só que são gastos fixos que acabam impedindo a universidade de fazer investimentos pontuais importantes, como um novo acelerador de partículas pro pessoal da física, um laboratório novo pra química, ou mesmo reformas no prédio da FFLCH ou do CRUSP.

Pra quem quiser checar o orçamento da USP em 2012, tem aqui: http://www.usp.br/codage/files/tab%20a.pdf

http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/usp-salarios-e-beneficios-consumirao-93-do-orcamento

http://www.redebrasilatual.com.br/educacao/2012/02/governo-paulista-gasta-39-menos-que-o-previsto-em-investimentos-para-usp-em-2011

Advertisements
Leave a comment

3 Comments

  1. Muito interessante! Bem escrito e informativo, e gostei da parte de levantar as maos aos ceus quando te perguntarem do CPF na nota hahaha, eh sempre bom se lembrar daqueles que te ajudaram hehehe!

    Soh peguei um leve errinho no final do segundo paragrafo, Felice, “No final chegue no preço de R$4,30” seria, chegay, nao? 🙂

    Like

    Reply
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    Like

    Reply
  3. Opa, valeu pelo feedback bixo. Ja corrigi o texto já, fui achando outros ao longo das releituras.

    E ding ding ding!!! meus parabens!!! voce eh o primeiro a comentar no meu blog!!! huahahaa

    Like

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: